sexta-feira, 17 de junho de 2011

O nascimento de um novo tempo – Preludio Hipotético - Caso fadas também existisem


o que você diria se morresse e fosse confrontado por seu criador?

_Eu diria, Ó, Deus, você não nos deu provas suficientes”
Bertrand Russell:

“_Imponderável Senhor, eu presumo por algumas, se não por todas, as suas reputações, que o Senhor prefere descrença honesta e convencida à hipócrita e egoísta afetação de fé ou os atributos fumegantes dos altares ensanguentados.”
Christopher Hitchens - Deus não é grande:

_Ó, Deus, escolheste o pior caminho para mostrar tua mão, mandaste tu a minha casa verdadeiros ceifadores sedentos de sangue merecedores de um hospício para oferecer uma visão deturpada e fraudulenta ao qual o senhor não foi para mim em vida, não foste tu para os filhos da terra o que um pai deve ser, não foste tu para nenhuma nação o líder que deveria ser, não será hoje que serei hipócrita
Nas provas que tu destes, isso é se poderíamos chamá-las como tais, oferecestes uma cobra falante e um casal de adolescentes pelados em um jardim cheio de pureza e uma espécie de inocência cega, aonde uma curiosidade no ato de experimentar ou de pensar por conta própria foi denominada por ti como pecado punível a todas as gerações posteriores com morte sangue punições e torturas, e chamaste a ti mesmo de o deus do amor. Quando tu disseste ter chamado homens para guiar a humanidade, estes por sua vez somente trouxeram dor e caos a um sistema que estava engatinhando rumo a um conhecimento físico e livre de visões atordoadas e iludidas oriundas somente de uma cabeça doente ou muito perversa e fascinada por tortura própria, nessas suas provas de existência teus sacerdotes doentes e perversos cheios de todos os tipos de máculas, entorpeceram a população com um mundo fictício e doentio, privando a todos o direito de viver uma vida plena e bela em um ato singular e simples que podemos definir como sendo a vida pessoal, o adoecimento coletivo imposto pelos teus sacerdotes tinha como único objetivo a salvação pessoal(deles), usufruindo do cargo de pontífices se encheram de orgulho tiraram todos os tipos de vantagens impondo indulgências(ofertas e obrigações periódicas) e obscureceram todos os tipos de tentativas para tornar a vida mais valiosa, culparam e criminalizaram os que almejaram a liberdade e proclamavam o direito ao livre-arbítrio.
Teus servos obedientes a hipócrita pureza celestial, esfaquearam a própria consciência para criar um sistema viciado decadente que se prostituiu com as mais tortas, errôneas e idiotas informações necessárias a própria sub existência, aonde homens de todas as idade começaram a ter uma atração por fantasias insanas cheia de desprezo pelo bem social comum, que de certa forma passaram a gostar de ser guiado por seus sacerdotes em suas visões e delírios esquizofrênicos com suas ininteligível proclamações em linguagem de anjos e a sua corruptas eleições sucessoras pontificais, delírios esses que não podem nem se quer comparar a uma fantasia advinda de sonhos visto que os sonhos são reflexos do mundo real, delírios perigosos que remeteram a humanidade a todos tipos de guerra santa, cada um com a sua bandeira achando que a não aceitação global de seus métodos para agraciação divina era uma tentativa das outras religiões de sufocar seus métodos e preceitos, levando todos a uma guerra santa de subsistência para dominação global.
Oh, grandes métodos estes, pedistes sangue e carne desde o início, e quando finalmente ficastes embriagado com o sangue e arrotando de tanta carne, plantastes uma semente entre a humanidade pois viste tu que o homem já não tinha mais nada a oferecer, pediste deles o próprio motivo de existir, negaste a eles o direito de salvar os próprios filhos de uma guerra desnecessária em nome de um ser ilusório que somente se revelava para meia dúzia de hipócritas, negastes a eles o direito escolher servir ou não pois você somente os deu o caminho da salvação em uma obediência cega e incondicional despostas de questionamentos. O caminho para a morte em uma liberdade de viver como um indivíduo em uma existência singular, essa sua salvação obrigou toda humanidade a abrir mão da própria sanidade mental. Sim teus servos ou são loucos ou são inocentemente fadados a uma obediência em uma hipócrita fé cega e incondicional, e tu, ou és totalmente arrogante cheio da soberba de ser eterno e abrigar as alturas a ponto de justificar banhos de sangue em massa como demostração de amor eterno e infinito ou tu és prepotente em suas burrices divinas a ponto de não conhecer que toda consciência deseja e tem fome da ciência, toda consciência deseja ser ciente e não cegamente obediente, toda consciência quer viver, não morrer por motivos de terceiros não adorar figuras ilusórias nem ser forçado a comer uma ração fraca de conhecimento e liberdade. ”
Editor do Blog Rudson

3 comentários:

  1. Eu diria, "tu não é Deus, pois Deus não fala com os homens". Buda disse "não procure por Deus, pois ele está muito além do que qualquer um pode chegar. Só Deus pode compreeder Deus". Tudo o que vemos são as obras de Deus (o universo, a vida, os espíritos) e tudo o que sabemos é que existem espíritos mais evoluidos, vivendo em planos melhores do que este, sendo que nem mesmo eles relatam encontros com Deus. Não dá pra dizer que Deus é culpado pro isso ou aquilo por causa das religiões, pois as religiões são interpretações da vida espiritual misturadas com abuso de poder, e Deus está acima de tudo isso. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Eu diria...És Ilusão do pensamento separativo.

    ResponderExcluir
  3. Meu D'us, que cagada heim!

    ResponderExcluir